terça-feira, 30 de agosto de 2016

A ALQUIMIA DO AMOR - Rumi


Você chega a nós
Vindo de um outro mundo
Além das estrelas e
De um espaço sem fim.


Transcendental, puro,
De uma beleza inimaginável,
Trazendo com você
A essência do amor.


Você transforma tudo o que toca
Aflições banais,
Problemas e tristezas
Dissolvem-se na sua presença,
Trazendo alegria.


Aos comandantes e aos comandados,
Aos plebeus e aos reis.
Você nos enfeitiça
Com sua graça.


Qualquer mal
Transforma-se em
Bem.


Você ascende a chama do amor
Na terra e no céu,
No coração e na alma
De cada ser humano.


Com seu amor
O existir e o não-existir se unem.
Os opostos de fundem.



E tudo o que é profano
Torna-se sagrado outra vez.


Rumi

Poesia Sufi




sábado, 27 de agosto de 2016

Pedagogia Waldorf



A Pedagogia Waldorf é uma abordagem pedagógica baseada na filosofia da educação do filósofo austríaco Rudolf Steiner, fundador da antroposofia. 

É um método revolucionário de educação, que supera a busca pelo desenvolvimento exclusivamente intelectual do ser humano, preocupando-se também com a sua formação física, espiritual e artística.



O objetivo é desenvolver indivíduos livres, integrados, socialmente competentes e moralmente responsáveis. As escolas e professores possuem grande autonomia para determinar o currículo, metodologia e governança.

Criada em 1919 em Estugarda, na Alemanha, tem como base o conceito de que o desenvolvimento de cada ser humano é diferente. Assim, o ensino deve levar em conta as diferentes características de cada indivíduo. 

Tudo foi pensado pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, que a pedidos do dono de uma fabrica de cigarros, a Waldorf, no pós guerra, desenvolveu a pedagogia. Daí vem o nome.

Rudolf Steiner

Mais do que uma concepção de ensino, o filósofo, educador e artista Rudolf Steiner (1861-1925) criou uma linha de pensamento que enxerga o homem além do material. É a Antroposofia, que prega o conhecimento do ser humano aliando fé e ciência. 

Sua Pedagogia é um reflexo dessa forma de pensar, que sobrevive há um século. 


A partir daí, ela foi espalhada para vários outros lugares no mundo até chegar aos números que possui hoje: já são mais de mil unidades, 2 mil jardins de infância e cerca de 600 centros educacionais em 60 países, incluindo o Brasil.

Na pedagogia Waldorf um mesmo assunto que se pretende ensinar é abordado várias vezes durante o ciclo escolar, mas nunca da mesma maneira, e sempre respeitando a capacidade de compreensão de cada um. 


Fundamentalmente, esta pedagogia tem, como objetivo, desenvolver a personalidade de forma equilibrada e integrada, estimulando o florescimento na criança e no jovem de: clareza do raciocínio; equilíbrio emocional; e iniciativa de ação.

"Não há, basicamente, em nenhum nível, uma educação que não seja a auto-educação. [...] Toda educação é auto-educação e nós, como professores e educadores, somos, em realidade, apenas o ambiente da criança educando-se a si própria. Devemos criar o mais propício ambiente para que a criança eduque-se junto a nós, da maneira como ela precisa educar-se por meio de seu destino interior."  - Rudolf Steiner


Uma das principais características da Pedagogia Waldorf é o seu embasamento na concepção de desenvolvimento do ser humano introduzida por Rudolf Steiner.

Ela é uma pedagogia holística em um dos mais amplos sentidos que se pode dar a essa palavra quando aplicada ao ser humano e à sua educação. 


De fato, ele é encarado do ponto de vista físico, intelectual e espiritual, e o desabrochar progressivo desses três constituintes de sua organização é abordado diretamente na pedagogia. 

Para Steiner, o ser humano é constituído de três veículos de expressão: o corpo, as emoções e a mente. A esses três veículos correspondem três funções: o querer, o sentir e o pensar. Todos esses aspectos precisam ser educados com a mesma atenção para a plena realização do potencial humano. 


Assim, por exemplo, cultiva-se o querer (agir) através da atividade corpórea dos alunos em praticamente quase todas as aulas; o sentir é incentivado por meio de abordagem artística constante em todas as matérias, além de atividades artísticas e artesanais, específicas para cada idade; o pensar vai sendo cultivado paulatinamente desde a imaginação dos contos, lendas e mitos no início da escolaridade, até o pensar abstrato rigorosamente científico no ensino médio. 

O fato de não se exigir ou cultivar um pensar abstrato, intelectual, muito cedo é uma das características marcantes da pedagogia Waldorf em relação a outros métodos de ensino. 

A pedagogia Waldorf incentiva e encoraja a criatividade, nutre a imaginação e conduz os alunos a um pensamento livre e autônomo. 


Almeja-se que as aulas sejam um preparo para a vida. Procura-se desenvolver as qualidades necessárias para que os jovens floresçam e saibam lidar com as constantes e velozes mudanças que se apresentam no mundo com criatividade, flexibilidade, responsabilidade e capacidade de questionamento. 

Entende-se que o jovem, cada vez mais, precisa ser articulado e capaz de se comunicar claramente, tanto se abrindo para o que os outros têm a dizer como encontrando a melhor forma para expressar seus pensamentos ao mundo. Para tanto, a pedagogia Waldorf, segundo seus adeptos, permanece revolucionária até os dias de hoje.

Sem muito perceber, a criança vai preenchendo sua alma de autoconhecimento. O aprendizado do conteúdo é quase que uma consequência. E, no futuro, pode-se esperar um ser humano mais harmônico, mais equilibrado em suas emoções. 


Porque aprendeu, desde pequeno, como lidar com suas vontades e limites. O simples brincar de subir em árvore exige que a criança faça escolhas, como o galho em que vai pisar. E todas as escolhas têm consequência. 

Assim é na infância, assim é na vida. Conhecer o peso do seu corpo, saber o quanto sua perna estica e se seu braço terá força pra pendurar naquele galho, parecem coisas bobas. Mas olha quanto quanta consciência tem aí. Isso é o educar para a liberdade. Liberdade de escolhas e vontades. Liberdade em saber onde começa seu espaço e onde é o do amigo. Em ser companheiro, em ser participativo, colaborativo. 

“A nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar propósito e direção para suas vidas.” - Rudolf Steiner


Integrada na configuração oficial do ciclo básico da educação em nosso país, uma escola Waldorf encaminha o processo ensino-aprendizagem segundo alguns princípios básicos de inspiração antroposófica, entre os quais:


A liberdade individual é a maior riqueza do homem.

A Antroposofia entende que o que distingue o homem dos outros seres da natureza é a sua capacidade de decidir sobre si mesmo e de fazer escolhas conscientes. O propósito de uma Escola Waldorf é, portanto, formar indivíduos em condições de zelar por sua liberdade, prontos a responder por suas decisões, de modo a garantir não apenas o seu bem-estar pessoal, mas sua contribuição ao mundo.


O ensino só pode ser vivo e luminoso se for livre.

A aprendizagem que privilegia apenas o intelecto dificilmente atinge o ser humano por inteiro. As emoções e sensações que acompanham a experiência de aprender dão sustentação ao que é captado intelectualmente. 

Na Escola Waldorf, a expressão artística, presente em todas as áreas do conhecimento, favorece e possibilita essa integração, ao expor livremente os anseios humanos. 

Quando a informação é elaborada no intelecto (pensar), passa pelos órgãos dos sentidos (sentir) e determina uma vontade (agir), ela se transforma em conhecimento. Pensar, sentir e agir é o caminho da aprendizagem.


O ser humano atual é fruto de acontecimentos que remontam aos primórdios da humanidade.

O homem reproduz em seu desenvolvimento a evolução da civilização humana. 

O currículo de uma Escola Waldorf acompanha e respeita esse tempo de crescer. O conteúdo é transmitido de acordo com a fase de desenvolvimento em que o aluno está, de modo que ele possa reconhecer dentro de si as experiências para as quais está pronto a viver. 

Ao entrar para a escola, a criança muito pequena é estimulada pela curiosidade, alcançando pouco a pouco o domínio da linguagem, da escrita, dos números e das ciências. Espera-se que, ao terminar o ensino médio, o jovem esteja, por fim, apto a se identificar com o homem contemporâneo.

As escolas Waldorf são totalmente livres do ponto de vista pedagógico, pertencendo em geral a uma associação beneficente sem fins lucrativos.


Para a pedagogia Waldorf, o desenvolvimento humano pode ser compreendido pelas alterações gradativas que são percebidas ao longo de sete anos — os chamados setênios.

Nos primeiros sete anos de vida, ou primeiro setênio, a criança não está totalmente desenvolvida do ponto de vista biológico e, por isso, acredita-se que a alfabetização nos moldes educativos convencionais (leitura, aritmética, gramática) não seja vantajosa a longo prazo. 

Assim, o mais importante é investir em práticas consideradas mais sadias, com maior interatividade com o meio ambiente e seus recursos, atividades mais dinâmicas e lúdicas, maior tempo investido em brincadeiras e jogos que estimulem a criança sob um enfoque menos capitalista e tecnológico.

Essas práticas permitem o desenvolvimento de habilidades primárias, como a criatividade, a abstração e a coordenação motora, que serão importantes para o aprendizado mais complexo que será implementado gradativamente e em consonância com a maturidade da criança.

Os setênios

É de conhecimento geral algumas crises básicas na biografia humana: aos 7 anos, a troca dos dentes; aos 14, a puberdade; aos 21, a maioridade. Aprofundando a observação dos períodos delimitados por essas crises, Steiner percebeu a qualidade essencial de cada um deles.


Os primeiros 7 anos de vida são dedicados ao conhecimento do corpo, seus limites e capacidades. A aprendizagem nesse período é realizada principalmente por vias inconscientes, baseada na imitação. A criança estrutura suas experiências por meio de brincadeiras que brotam de sua imaginação. A virtude básica que a criança precisa ver manifestada ao seu redor é a gratidão pela vida. O mundo é bom!


Dos 7 aos 14 anos, os sentimentos estão se consolidando. É de suprema importância, nessa fase, as atividades artísticas. São então criadas as bases para o comportamento ético: o sentimento de fraternidade para com os semelhantes e de reverencia em relação aos mistérios da natureza. A virtude básica que a criança precisa ver manifestada ao seu redor, nessa fase, é a beleza. O mundo é belo!



Dos 14 aos 21 anos, os pensamentos e a visão pessoal do mundo são estruturados de forma mais abstrata. Surgem perguntas existenciais. A virtude básica que o adolescente precisa perceber ao seu redor é a sinceridade da busca dos que o rodeiam. O mundo é verdadeiro!

O ensino baseado nos preceitos de Steiner pode ser considerado holístico, uma vez que defende conceitos e implementa atividades que visam ao desenvolvimento físico, espiritual e artístico dos estudantes.

As atividades realizadas nas escolas Waldorf incluem tarefas:
  • Corpóreas, que incentivam a ação em resposta ao “querer” dos alunos.

  • Artísticas, que incentivam o “sentir”.

  • Que estimulam o pensamento, a imaginação e a criação de ideias e histórias.

  • Que estimulam o pensamento científico mais complexo e incentivam maior abstração dos estudantes mais velhos.

  • Que aprimoram gradativamente as habilidades criativas.

  • Que desenvolvem o pensamento social e físico.

  • Que promovem maior contato com a natureza.


Objetivos da pedagogia Waldorf:


Maior autonomia: as crianças amadurecem brincando na escola e somente aprendem a ler após os sete anos de idade. Isso permite que elas tenham maior autonomia para conhecer suas limitações e aptidões.

Maior segurança: os brinquedos Waldorf contêm cheiros e são fabricados com materiais macios e aconchegantes. As bonecas de tecido, ao serem abraçadas pelas crianças, trazem maior segurança, característica que será importante ao longo de seu desenvolvimento.


Espelhamento: outra grande vantagem das bonecas Waldorf é a de possibilitar, pelas fisionomias simples e suaves, que a criança perceba mais facilmente a representação física do ser humano, o que contribui para o aprendizado da figura humana e o espelhamento em si mesma e em pessoas ao seu redor.

Socialização: por incentivar brincadeiras mais lúdicas e interativas, as crianças aprendem a socializar-se de maneira mais saudável, o que será importante para suas relações interpessoais futuras.

Aprimoramento intelectual: aprimoradas as habilidades básicas descritas, é possível ir aumentando a complexidade das tarefas e incluir matérias educativas convencionais com maior demanda intelectual. Assim, o desenvolvimento racional torna-se muito mais sólido e integrado.


Autoconhecimento: as atividades desenvolvidas ajudam a desenvolver, desde cedo, a percepção dos sentidos de cada criança, o que será importante para que ela, ao longo de sua vida, tenha maior conhecimento sobre suas intenções, sentimentos e motivações.

No Brasil há 25 escolas Waldorf ou de inspiração Waldorf (sem contar jardins de infância isolados), sendo 4 em S.Paulo (3 com ensino médio). 

A mais antiga, existente desde 1956, é a Escola Waldorf Rudolf Steiner de São Paulo, que tem cerca de 850 alunos e 75 professores. 

Agregado a ela há o curso mais antigo de formação de professores Waldorf no Brasil, reconhecido oficialmente. Em 2010, segundo o site da Federação das Escolas Waldorf no Brasil, há um total de 73 escolas Waldorf reconhecidas por ela, com 2050 professores e 2500 alunos de jardim de infância, 4180 alunos no ensino fundamental, 580 no ensino médio.








No Brasil, espera-se que os formados no ensino médio ainda façam um semestre ou um ano de cursinho para entrar nos cursos superiores mais concorridos, se bem que tem havido muitos casos de aprovação no vestibular nas melhores universidades, sem cursinho. Em geral, os ex-alunos entram em faculdades de procura média sem necessidade de preparo adicional.

As escolas e professores possuem grande autonomia para determinar o currículo, mas claro que são ministradas aulas de português, matemática, geografia e história.  O conteúdo indicado pelo MEC – Ministério da Educação é dado e seguido. Mas a forma e a intensidade são completamente diferentes das escolas tradicionais e construtivistas – principalmente.




Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pedagogia_Waldorf
http://www.sab.org.br/portal/pedagogiawaldorf/27-pedagogia-waldorf
http://mundowaldorf.com.br/
http://www.fewb.org.br/

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

9 verdades Indiscutíveis sobre os “Teóricos da Conspiração”


 por Edward Morgan

No dia em que as massas acordarem e entenderem o que o termo “teoria da conspiração” realmente significa e reconhecerem a verdade sobre os “teóricos da conspiração”, quem são e o que eles representam, o poder da elite dominante sobre a Humanidade terminará. O seu engodo será completamente exposto e certamente haverá consequências.


Assim sendo, em face do exposto, aqui estão 9 verdades incontestáveis sobre os “teóricos da conspiração”.

“Teóricos da conspiração”

1- Revela muita ignorância e é uma reação irrefletida, a acusação sem fundamento de “teoria da conspiração”. “Teoria da conspiração” comporta a insinuação ridicularizante de que não há conspirações (sem factos de conspiração, apenas teoria). Quem poderia ter sido alvo de tamanha lavagem cerebral e inquestionavelmente ignorante ou ingénuo o suficiente para acreditar que nenhum país jamais conspirou?

2- São factualistas conspiração. Usando evidências expõem a verdade sobre o que realmente está a acontecer no mundo. Eles expõem as redes criminosas agressoras e fraudulentas e as autoridades. Portanto, o termo “teórico da conspiração” é um termo impróprio.

3- Dão relatos credíveis dos eventos, diligentemente desafiando as versões oficiais repletas de mentiras, incoerências, bicho-papões e falsos inimigos e falsos paradigmas… fabricados para promover o poder, lucros e ganhos políticos. Muitas versões oficiais destes eventos de bandeira falsa têm buracos grandes o suficiente nas suas histórias onde cabem autocarros de dois andares dentro deles.

Para além disso eles expõem as agendas ocultas nas finanças, saúde, educação e terrorismo ambiental, das sociedades ocultas secretas, da pedofilia, da colheita de órgãos e projectos de tecnologias exóticas e de controlo da mente (as black ops)… os governantes esclavagistas da elite não querem que você saiba.

Depois, existe a eugenia, o trans-humanismo e as agendas despovoamento… esses factos da conspiração descaradamente óbvios que estão lá para todos verem.

4- Em consequência do ponto 3 são percepcionados pela elite dominante e seus associados como uma ameaça. A fim de escaparem aos seus crimes e engodos eles sabem que os “teóricos da conspiração” tem que ser ignorados, invalidados ou ridicularizados pelas massas




A “teoria da conspiração” é um termo que foi originalmente uma invenção da CIA em 1960. Ao longo dos anos a elite governante controlada pelas agências de inteligência como a CIA e pela sua máquina de propaganda dos grandes meios de comunicação têm utilizado este termo para expandir o seu efeito estigmatizante e negativo sobre os “teóricos da conspiração” para que as massas nunca percebam que essas pessoas sempre tinham razão.

5- Portanto são mensageiros da Verdade que correm o risco de levar um tiro. Eles são indivíduos visados. Alvejados pelos pessoas do género do ex-primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, que os apelidou de “extremistas domésticos não-violentos” como uma das muitas tentativas de silenciar essas pessoas que viram através do seu engodo.

6- Não são “teóricos da coincidência”. Como alguém pode descartar o número esmagador de coincidência evidenciado pelos “teóricos da conspiração” comos os indicadores de crimes e encobrimentos associados aos eventos de bandeira falsa? Será realmente uma mera coincidência que são sempre os pertencentes a uma pequena elite, os criminosos banqueiros, os fantoches nos mais altos cargos políticos, os proprietários / controladores das megacorporações que beneficiam com estes eventos?


Pensadores Livres são aqueles que estão dispostos a usar as suas mentes sem prejuízo e receio de entender aquilo que põe em causa os seus próprios costumes, previlégios ou crenças. Este estado mental é invulgar, mas essencial para o pensamento adequado; quando ausente a discussão tende a tornar-se pior e inútil. Leo Tolstoy.

7- São a minoria de pensamento livre capaz de pensar por si mesma contra o pano de fundo de um mundo cheio de pessoas que se comportam como ovinos em concordância com o consenso geral das massas enquanto cegamente aceitam os pontos de vista que as autoridades deixam escapar pelos  meios de comunicação social de massas possuídos pela elite dominante…

8- Consistente com a declaração de Arthur Schopenhauer, com o tempo e com os seus factos da conspiração, poderão tornar-se na maioria: “…aceita como sendo evidente.”



9- São de quem mais o mundo precisa: imparáveis, em número crescente e ganhando impulso. Eles são investigadores louváveis.

Eles são activistas pacíficos, difundindo a verdade sobre o que realmente está a acontecer no mundo. Muitos fazem o seu trabalho interno para co-criarem uma reviravolta, longe da desgraça planeada melancólica. Assim, é a sua intenção co-criarem a Liberdade: uma nova experiência de paradigma, um mundo que realmente faça a diferença para todos.

A mudança na Consciência colectiva é o princípio fundamental subjacente. Esta é a forma como esses indivíduos conscientemente despertos trarão essa Liberdade.

Isto não é uma tentativa de relato exaustivo de A-Z, mas concluo assim as minhas 9 verdades incontestáveis sobre os “teóricos da conspiração”.

“Teóricos da conspiração”, sigam em frente!

Enviando muito amor

Paul


Você pode ler mais artigos de Paul A. Philips no seu site NewParadigm.ws



ABAIXO, ALGUNS VÍDEOS  INTERESSANTES E ELUCIDATIVOS SOBRE VÁRIOS  TEMAS QUE SÃO ESCONDIDOS DE VOCÊ, CONFIRAM!

NOTA:


Para assistir em " TELA CHEIA" é só clicar no alto, do lado direito dos vídeos que abre  nova janela.



ARQUIVOS SECRETOS RUSSOS

A Rússia é um país vasto com grande parte de seu território ainda inabitado e inexplorado.

Esta também é a terra do cosmismo, a crença de que a civilização humana originou-se no cosmo e está destinada a voltar ao espaço.

Porém, muitos acreditam que a ascenção do comunismo criou um muro de segredos em torno de antigos e modernos contatos extraterrestres na Rússia.

Teóricos dos antigos astronautas sugerem que visitas de seres de outro mundo ocorreram antes e durante a fundação da União Soviética, e que arquivos secretos da KGB e outras agências russas escondem a prova irrefutável disso.

Como exemplo, indicam as misteriosas e minúsculas bobinas e espirais metálicas encontradas sob os Montes Urais, evidência clara da presença de tecnologia avançada na Terra, milhares de anos atrás.

Texto: Gomes Wesley
Legendas: Tunguska
Fonte: Ets&Etc










O 9o episódio da 5a temporada do Progama "REVELAÇÕES CÓSMICAS" traz uma Edição Especial de Aniversário, com um resumo das principais revelações trazidas pela série Cosmic Disclosure até o momento. Assista agora





ENSINAMENTOS DE SABEDORIA com David Wilcock 


A Queda Do Cabal T22E09 Programa 171





Energia Livre T22E10 Programa 172




Nossos Agradecimentos a  Weslem Batista, administrador do site ETs & ETc, ao João Marcelo (Canal João Marcelo), a Edgar Moura  e a Tunguska .



FONTES:





terça-feira, 23 de agosto de 2016

UMA AÇÃO É UM PENSAMENTO QUE SE MANIFESTA


Uma ação é um pensamento que se manifesta. 

Um pequeno gesto nos denuncia, de modo que temos que aperfeiçoar tudo, pensar nos detalhes, aprender a técnica de tal maneira que ela se torne intuitiva.

Intuição nada tem a ver com rotina, mas com um estado de espírito que está além da técnica.


Assim, depois de muito praticar, já não pensamos em todos os movimentos necessários: eles passam a fazer parte da nossa própria existência. 

Mas para isso, é preciso treinar e repetir. E como se não bastasse, é preciso repetir e treinar. 


Observe um bom ferreiro trabalhando o aço. Para o olhar destreinado, ele está repetindo as mesmas marteladas.

Mas quem conhece a importância do treinamento, sabe que cada vez que ele levanta o martelo e o faz descer, a intensidade do golpe é diferente. 

A mão repete o mesmo gesto, mas à medida que se aproxima do ferro, ela compreende que se deve tocá-lo com mais dureza ou mais suavidade.


Observe o moinho. 

Para quem olha suas pás apenas uma vez, ele parece girar com a mesma velocidade, repetindo sempre o mesmo movimento. Mas aquele que conhece os moinhos sabe que eles estão condicionados ao vento, e mudam de direção sempre que for necessário.

A mão do ferreiro foi educada depois que ele repetiu milhares de vezes o gesto de martelar. As pás do moinho são capazes de se moverem com velocidade depois que o vento soprou muito, e fez com que suas engrenagens ficassem polidas.


O arqueiro permite que muitas flechas passem longe do seu objetivo, porque sabe que só irá aprender a importância do arco, da postura, da corda, e do alvo, depois que repetir seus gestos milhares de vezes, sem medo de errar.

Até que chega o momento em que não é mais preciso pensar no que se está fazendo. A partir daí, o arqueiro passa a ser seu arco, sua flecha, e seu alvo.

Paulo Coelho







sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Você, que veio das estrelas...



"Você, que veio das estrelas e deu o grande mergulho no mundo de matéria.

Você, que veio das estrelas e, com o sacrifício de sua própria origem cósmica, se abrigou num invólucro de carne.


Você, que veio das estrelas e abandonou a realidade universal para habitar o mundo de ilusões.

Você, que veio das estrelas, e que agora sente-se estranhamente só, esqueça-se de tudo e entregue-se aos apelos de sua voz interna. 


Ouça o que ela tem para lhe dizer, que nada mais é tão importante, nem mesmo os compromissos com que o mundo tenta distrair sua visão cósmica.

Descobrirá que, na verdade, não está só, que são muitos os seus irmãos das estrelas que para cá também vieram para estender a mão e amparar com ombros fortes os passos da humanidade desta difícil época de transição.


Será fácil reconhecê-los, palavras não serão necessárias, e nem mesmo será preciso saber seus verdadeiros nomes.

Saberá encontrá-los pela afinidade de suas energias, pelo chamado de seus corações e pela profunda identificação com seus sentimentos.


Você, que veio das estrelas, sente agora no canto mais íntimo de sua alma, que chegou o momento de encontrar, na Terra, a sua família universal, que chegou o momento do reconhecimento, que chegou o momento da reunião de todas as forças para a realização da missão única de que todos se incumbiram, antes de aqui chegarem.


Abra seu coração, acorde sua consciência adormecida, apalpe seu ser interior, deixe que ele fale, acima de tudo, acima do mundo, acima de todos os conceitos que não lhe permitem existir em toda a sua potencialidade cósmica.

Você, que veio das estrelas, que é todo luz e é todo força, libere-se, que chegou o tempo de abrir as portas para uma nova era.


Você, que veio das estrelas, eterno viajante do espaço, compartilhando agora com tantos outros irmãos uma experiência tridimensional e difícil, não se deixe mais perder em momentos inúteis que lhe trazem apenas solidão.



Não se deixe mais seduzir pelas falsas luzes do asfalto, assuma sua personalidade cósmica, estenda seus braços e, num único abraço, envolva sua grande família, sua imensa família universal e todos juntos, com plena consciência da unidade de sua origem, cada qual com a sua parcela de colaboração, cumprirão com alegria e coragem o maravilhoso trabalho de conscientização da humanidade para este novo milênio!"

Wagner Borges









Fonte:http://www.pontocosmico.in/2016/06/voce-que-veio-das-estrelas.html