sexta-feira, 25 de julho de 2014

DOCUMENTÁRIO: TERRÁQUEOS



Filme: EARTHLINGS (Terráqueos)
Direção: Shaun Monson
Elenco: Joaquin Phoenix (narração)
Gênero: documentário
Duração: 95 min


EARTHLINGS (Terráqueos) é um documentário provocante que relata a dependência e a exploração cruel e desrespeitosa da humanidade com relação aos animais (para companhia, comida, roupa, entretenimento, e pesquisa científica).

O filme foi  escrito, produzido e dirigido por Shaun Monson e co-produzido por Persia White.


O filme é narrado pelo ator e ativista dos direitos dos animais Joaquin Phoenix, que também é vegano e membro da PETA, maior organização de defesa dos direitos animais do mundo. A trilha sonora foi composta exclusivamente para o documentário pelo aclamado instrumentista, DJ e compositor Moby.


Com um estudo profundo em pet shops, lojas de animais, fábricas de filhotes e abrigos de animais, como também em fazendas industriais,  de criação de gado, porcos, suínos, frangos, aves, do comércio de peles e de couro, das indústrias da diversão e esportes e finalmente do uso médico e científico.

Foram usadas câmeras escondidas e imagens nunca antes vistas para detalhar as práticas diárias de algumas das maiores indústrias do mundo, todas visando SOMENTE o lucro em cima do sofrimento dos animais.


Poderoso, informativo e provocador, EARTHLINGS é de longe o documentário mais compreensível já produzido na correlação entre a natureza, animais, e os interesses econômicos humanos. 


Existem muitos filmes valiosos de direitos dos animais, mas este transcende o cenário. EARTHLINGS grita para ser visto.



O filme explora todos os aspectos do uso de animais pela humanidade, não tem piedade da gente, não evita cenas chocantes, apela para a sensibilidade, não há quem não chore, não há coração tão duro que não se emocione diante das imagens, e do texto na voz Joaquim Phoenix.

Ao lado de A carne é fraca, Terráqueos  é um dos dois documentários pró-Direitos Animais mais conhecidos nos países de língua portuguesa e atualmente é o documentário abolicionista mais visto no planeta. 


Em 2005 ganhou 3 prêmios em 3 festivais diferentes Boston, San Diego e Artivis.

* Em 1999, o escritor / produtor / diretor Shaun Monson começou a trabalhar em uma série de campanhas de utilidade pública sobre esterilização e castração dos animais de estimação. As filmagens em abrigos de animais ao redor de Los Angeles o afetou tão profundamente que o projeto logo evoluiu para o longa EARTHLINGS. 

O filme levaria mais seis anos para ser concluído devido à dificuldade na obtenção de imagens dentro destas indústrias rentáveis. 

Embora o filme tenha sido inicialmente ignorado pelos distribuidores, hoje EARTHLINGS é considerado o filme definitivo dos direitos dos animais por organizações em todo o mundo.



Terráqueos é um excelente filme para despertar, mas não podemos parar nele se estamos perseguindo a abolição do uso de animais. É o tipo de filme que não se pode guardar pra si, é preciso divulgá-lo para que mais pessoas conheçam as verdades sobre o tratamento cruel que financiamos aos animais. 




"Uma vez que todos nós habitamos a Terra, somos todos terráqueos. Não há sexismo, racismo ou especismo no termo “terráqueo”. Ele abrange cada um de nós: de sangue quente ou frio, mamífero, vertebrado ou invertebrado, pássaro, réptil, anfíbio, peixe e humanos. Humanos, então, não sendo a única espécie no planeta, compartilham este mundo com outros milhões de criaturas vivas, já que todos vivemos aqui juntos.


Entretanto, é o terráqueo humano que tende a dominar a Terra. Frequentemente tratando outros terráqueos e seres vivos como meros objetos. Isso é o que significa “especismo”. Por analogia ao racismo e ao sexismo, o termo “especismo” é um preconceito ou atitude tendenciosa em favor dos interesses dos membros de sua própria espécie e contra os membros de outras espécies. Se um ser sofre, não há justificação moral para se refusar e levar esse sofrimento em consideração. Não importa a natureza do ser, o princípio de igualdade requer que um sofrimento deva ser considerado igual a um sofrimento semelhante de qualquer outro ser.


Racistas violam o princípio de igualdade dando maior valor aos interesses de sua própria raça, quando há conflito entre os seus interesses e o interesse de uma outra raça. Sexistas violam o princípio da igualdade favorecendo os interesses de seu próprio sexo. De forma similar, especistas permitem que os interesses de sua própria espécie sobreponham interesses maiores de membros de outras espécies. Em cada um dos casos, o padrão é idêntico.


Eles estão entre os números da família humana que reconhece a imperativa moral do respeito: todos humanos são alguém e não coisas. Moralmente, tratamento desrespeitoso ocorre quando aqueles que se encontram no poder e tem uma relação de poder, tratam os menos poderosos como se fossem meros objetos.
O estuprador faz isso com a sua vítima. O pedófilo faz isso com as crianças que ele molesta. O senhor com seu escravo. Em cada um e em todos estes casos, humanos que têm poder exploram aqueles que não o têm.


Pode o mesmo ser verdade para como os humanos tratam os outros animais? Ou outros Terráqueos?
Sem dúvidas existem diferenças, uma vez que humanos e animais não são iguais em todos os aspectos. A questão da igualdade usa uma outra face.
Concordamos que estes animais não têm todos os desejos que um humano tem. Concordamos que eles não compreendem tudo que nós humanos compreendemos. No entanto, nós temos alguns desejos em comum e compreendemos coisas que eles também compreendem. O desejo por comida e água, abrigo e companhia, liberdade de movimentos e de não sentir dor.


Esses desejos são compartilhados por animais não-humanos e humanos. Como os humanos, muitos animais não-humanos entendem o mundo no qual vivem. Senão eles não poderiam sobreviver.
Então, apesar de todas as diferenças, há igualdade. Como nós, esses animais incorporam o maravilhoso mistério da consciência.
Como nós, eles não somente estão no mundo, mas estão cientes dele. Como nós, eles são o centro psicológico de uma vida que é somente sua. Nestes princípios fundamentais, humanos estão lado a lado com os porcos, vacas, galinhas e perus.


Qual é a nossa obrigação com esses animais, como devemos tratá-los moralmente, são perguntas cujas respostas começam com o reconhecimento da nossa semelhança psicológica com eles.
“No seu comportamento em relação aos animais todos os homens são nazistas. A presunção com a qual o homem pode fazer o que quiser com outras espécies exemplifica as teorias racistas mais extremas: a lei do mais forte”.
A comparação com o Holocausto é intencional e obvia. Um grupo de seres vivos angustia nas mãos de outro. Embora alguns possam argumentar que o sofrimento de animais não possa ser comparado ao sofrimento dos judeus e escravos, há de fato um paralelo. E para os prisioneiros e vítimas deste assassinato em massa, o seu holocausto está longe do fim.


Nós precisamos de um conceito mais novo, sábio, e talvez mais místico dos animais. Longe da natureza e vivendo através de artifícios complicados, o homem na civilização vigia as criaturas através do vidro do seu conhecimento e vê, portanto, os detalhes de uma pena, mas uma imagem geral distorcida.
Nós, os padronizamos por serem incompletos, pelo seu trágico destino de terem se formado tão abaixo de nós. E nisto nós erramos gravemente. Pois os animais não podem ser avaliados pelo homem. Num mundo mais velho e mais completo que o nosso eles se movem completos e confiantes, dotados com extensões dos sentidos que nós perdemos ou nunca possuímos, guiando-se por vozes que nós nunca ouviremos.

Eles não são irmãos, eles não são lacaios. Eles são outras nações, presos conosco nesta vida e neste tempo, prisioneiros do esplendor e trabalho da terra."

Texto retirado do filme Terráqueos (Earthlings).


* Atenção: Algumas cenas desse documentário são muito fortes. Não recomendamos para pessoas sensíveis ou crianças.


Fonte: http://www.terraqueos.org/




2 comentários:

  1. Melhor documentário do mundo! Todos deviam ver.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente já vi esse filme...confesso que estamos muito longe da evolução 🌹
    É muito triste ver do que o homem é capaz,além da Alimentação e vestuário,os animais são torturados e explorados para outros fins.
    Realmente é lamentável essa ação,as indústrias...
    Acho que todos deveriam ver esse documentário.
    Triste,porém é o que acontece a todo tempo 👎

    ResponderExcluir