sábado, 21 de setembro de 2013

O QUE É A MATRIX?



Vivemos numa época, particularmente, anêmica de espírito. A cultura do controle e medo afogou o espírito na materialidade opaca. E sem espírito perdemos o que há de melhor em nós: a consciência de quem somos!

A vida, ou o que entendemos como vida e realidade, é uma tela a ser apreciada. A consciência e o espírito pertencem, no entanto, ao outro lado dessa tela, pertencem ao universo, ao cosmo, ao infinito. 


A Ciência tem mostrado que a matéria não passa de flutuação de energia em determinadas frequências e que tudo dentro desse "campo unificado" compartilha basicamente das mesmas partículas, ou do mesmo campo energético, se preferir. A Ciência também tem sugerido que há mais espaço vazio, ou vácuo, dentro da "matéria" do que se pensava. Alterar os padrões dentro desses vácuos de informação significa introduzir uma nova informação e, assim, alterar nossa condição da realidade. 



Morpheu diz: "Você precisa entender que a maior parte dessas pessoas não está pronta para acordar. E muitos estão tão inertes, tão dependentes do sistema, que vão lutar para protegê-lo." - The Matrix

Podemos dizer que se trata do mesmo conceito de Maya, ilusão, Matrix é uma falsa realidade.
A Matrix é uma criação da terceira dimensão. É um holograma de nossos sentidos, nos levando a acreditar apenas em nossas percepções. 


Aquilo que vemos pode não ser exatamente como vemos,  somente o que é captado pelos nossos sentidos, não captamos o que se encontra noutras dimensões.

Quando nos permitimos conceber que tudo, absolutamente tudo isto aqui, toda a matéria e todos os sistemas sociais em que estamos inseridos é uma criação, uma ilusão que é controlada por dentro e por fora da Matrix, fica fácil perceber como, às vezes, ficamos nos digladiando sobre questões que são absolutamente insignificantes e não nos levarão a nada. 

Matrix é a dualidade. Nós estamos tão aprisionados na matrix do intelecto, que achamos que é a realidade, mas ela é só uma criação da mente, criada através de nossas percepções.

Tudo está dentro de nós, mas nós vemos como se tudo estivesse fora. Este é o truque da percepção humana. Dentro da Matrix criada pela mente ou pela ilusão, estamos constantemente fugindo de nós mesmos, em busca de amor e tudo o que nos satisfaça, quando na realidade, tudo o que precisamos fazer é estar com nós mesmos, porque somos a fonte de todo amor. 



Parece que, para o ser humano é a coisa mais difícil de fazer, simplesmente estar consigo mesmo, porque nós temos uma aversão arraigada e um descontentamento sobre quem realmente somos. Nós acreditamos que há alguma coisa terrivelmente errada!

Estamos limitados em nosso estado atual para perceber que a realidade é muito mais complexa que nossos olhos podem ver ou que nossos cérebros podem captar e decodificar. 



Assumindo que nossa realidade pode ser comparada a um holograma bem real,  vemos ser possível que a psiqué do ser humano pode ser controlada a partir de um nível mais sútil, como um sistema de informação que passa a funcionar a partir de um programa específico.

Parecemos,  náufragos com amnésia tateando e recolhendo o que sobrou do desastre aqui e ali mas sem poder lembrar plenamente quem somos ou de onde viemos. 



Olhar para Matrix é olhar para a nossa mente. Ela está programada para nos dar todas as respostas (mesmo erradas), com uma capacidade gigantesca de criação e autopreservação. Ao mesmo tempo que realiza os nossos desejos, escraviza-nos a eles.



Não vemos o mundo como ele é, mas sim como os nossos sentidos o captam. Uma rosa vermelha é todas as cores, menos o vermelho. Ela absorve as outras cores e reflete o vermelho.

Além disso, tudo o que é captado pelos sentidos é interpretado pela programação do cérebro. Este programa foi criado, de um lado, pela seleção evolutiva natural a todas as espécies e, de outro, por nossas próprias criações. Programas gerando programas, dando origem ao que chamamos de sociedade.

Os hinduistas têm uma concepção disso, verdadeiramente  interessante. Para esses pensadores tudo que é transitório, que tem fim, é também Maya. Assim, quando pensamos em nossa interação com o meio como uma realidade, atribuímos uma força de permanência às coisas perecíveis. Como é Lei do universo o permanente estado de mudança, acabamos iludidos. 




Quanto aos seres, vamos com o passar nos modificando e o que projetamos sobre os outros (nossa ilusão) vai se desfazendo da mesma maneira. Formado um vínculo de sentimento positivo (unidade), este poderá se transformar numa espécie de “anti-Maya”. Reforçado mais e mais com o passar do tempo. Dando origem ao afeto incondicional, raríssimo de se ver. 


Maya é pensar que tudo continuará da mesma forma, ou torcer para sempre ser assim. Daí tanta Arte e Filosofia sobre a desilusão. Mesmo a desilusão é uma ilusão. A permanência, segundo alguns, não pode se desiludir, pois não se ilude, não está no mundo dos fenômenos (dos trânsitos). 

Ao olharmos à nossa volta, veremos um reflexo de nós mesmos, de nossos sonhos e pesadelos materializados, produzidos na Matrix e tornados "reais". Esta realidade virtual é onde vivemos com nossas leis, normas, nossos sinais e tantos outros elementos artificiais criados pela Matrix.


Neo: O que é Matrix?
Morfeu: Você quer saber o que é Matrix? Matrix está em toda parte [...] é o mundo que acredita ser real para que não perceba a verdade.

Neo: Que verdade?

Morfeu: Que você é um escravo, Neo. Como todo mundo, você nasceu em cativeiro. Nasceu em uma prisão que não pode ver, cheirar ou tocar. Uma prisão para a sua mente.


A verdade mais pungente é que a humanidade foi feita escrava de um poder maior. Um poder que nos cega para a realidade do que somos e do que é a vida. Um poder tão encantador e atraente que nos fez construir toda uma rede intrincada de relações sociais, um sistema quase perfeito, chamado civilização, que nos prende desde que nascemos a um único modo de ver a vida e o mundo. 



Uma prisão dos sentidos. 

Somos levados a crer naquilo que foi posto diante de nossos olhos como única descrição de realidade possível. Mais do que isso, somos induzidos a pensar que a presente civilização é a evolução natural da humanidade através dos tempos, erguendo-se das cavernas ao espaço sideral por  processo contínuo e espontâneo que continua até hoje e que certamente nos levará a um nível  de vida melhor através do progresso técnico-social.




Nossa sociedade é uma máscara que reflete o nosso ego exterior. Muitos de nós preferem viver sob essas máscaras a vida toda, mas aquilo que somos realmente, como nos conhecemos individualmente, está sob essa máscara social. A maioria de nós não acha conveniente tira-las e vivem toda sua vida atuando nesse palco, exatamente como faziam os antigos atores gregos de teatro, chamados "hypochrités". 


A Verdade sobre nós, a vida e o mundo que construímos se encontra sob as máscaras que construímos, retira-las, significa enfrentarmo-nos como somos. Acontece, que a maioria de nós não aguenta ficar a sós consigo mesmos. Alguns, aceitam o mundo e sua aparência, outros, repudiam o estado do mundo porque repudiam a si mesmos, mesmo sem saber.

Nossa História é uma teia bem urdida onde impérios, governantes, povos e nações, ideologias e filosofias, sucedem-se em choques e embates sangrentos que nos dão a impressão de que somos levados adiante sempre, rumo a um eterno e inexorável ciclo evolutivo das técnicas e da sociedade humana. 

Mas, especificamente, para onde estamos sendo guiados nesse processo ou qual é a real diferença que pode ser notada no ser humano atual e aquele que emergiu das sombras das sociedades primitivas?



A Matrix dos manipuladores procura construir uma realidade de consenso na qual a mente humana coletiva, o inconsciente coletivo de Jung, aceita a "verdade" prevalente que ela está programada para acreditar. Quanto mais isso acontece, mais poderosos são os padrões de pensamento que mantêm a realidade manipulada coesa e mais densos os hologramas irão parecer. 

Nós estamos nos hipnotizando mutuamente através da aceitação e imposição das normas, que leva a compartilharmos das mesmas ilusões básicas. O objetivo é solidificar a ilusão de consenso ainda mais, removendo os desafiantes e as alternativas a ela. A realidade da Matrix está construída com pensamentos ilusórios altamente desbalanceados (medos) que produzem padrões vibratórios de baixa freqüência. Aqueles presos à ilusão da Matrix ressoam nesses padrões e quanto mais preso você está, mais devagar será sua vibração. Cria-se um círculo vicioso com ambos, a prisão e os prisioneiros, contribuindo para a sobrevivência da Matrix. 



Até que esses padrões de freqüência sejam desafiados por aqueles que vibram na Unicidade e na harmonia, a Matriz irá prevalecer, já que medo e desarmonia são a Matrix. 

Matrix é uma excelente metáfora de Maya. Onde pousamos nossa percepção, lá estaremos. Até seguirmos outras percepções a convite da mutabilidade de nosso roteiro. 

"O que é 'real'? Como você define o que é 'real'? Se você está falando do que você sente, o que você cheira, prova, vê, então 'real' são simplesmente sinais elétricos interpretados pelo seu cérebro" - Morpheus



A vida é bem mais que um processo automatizado de reações bioquímicas. A vida humana inicia-se a partir de uma alma divina. A consciência desse processo nos leva a questionar a realidade material. Nos leva a identificar o véu sobre nossos olhos, nos impedindo de vislumbrar a totalidade.

Há 4 tipos de pessoas no mundo:

1. Adormecidas – pessoas que agem e não pensam;

2. Analíticas – pessoas que pensam e não agem;

3. Vazias – pessoas que estão constantemente ativas, se preenchendo com as coisas erradas;

4.Completas – pessoas trabalhando para mudar a si mesmas e se preencherem com Luz. 



A escolha da Matrix:

No filme Matirx, Morpheus (não é em vão este nome, dado que é o Deus dos Sonhos na mitologia grega) dá a possibilidade a Neo de escolher entre tomar a pílula azul ou a vermelha. Tomando a azul, Neo voltará à sua ilusória e superficial vida; se optar pela pílula vermelha, conhecerá a verdade que está por detrás do mundo que julga ser real. Neo arrisca e opta pela pílula vermelha, conhecendo, finalmente, a complexa verdade por detrás do seu mundo de aparências. 
A partir deste simples enunciado entre a dicotomia do mundo real e do mundo ilusório ou aparente, levantam-se muitas leituras filosóficas e religiosas. Estas pílulas representam, também, uma metáfora da condição humana: o homem que se resigna de forma dogmática e aceita passivamente tudo o que existe à sua volta ou o homem que deseja libertar-se e conhecer a verdade absoluta das coisas e o acesso ao conhecimento?




O filósofo Willian Irwin escreveu: "a única coisa pior que uma prisão para sua mente é uma prisão para sua mente que você nem sabe existir, portanto, uma prisão de onde você nem tenta escapar." Essa é a prisão da Matrix.
Somos condicionados sempre a pensar em termos dualistas. Nossa mente limitada não consegue conceber a luz sem qualquer presença de sombra, nem o Bem sem a oposição, a resistência de um Mal qualquer. Não conhecemos a Bondade Verdadeira assim como não conhecemos a verdadeira Maldade e muito menos o verdadeiro Amor. A Verdade continua para além do véu da Matrix, é lá que nos veremos como realmente somos. 

A Matrix é uma construção vibracional e para remover seu controle, temos que romper o poder vibracional que ela tem sobre nós. Na realidade, a maior parte desse 'poder' é simplesmente nossa ignorância de que tal controle existe.


Será que a realidade em que vivemos é como a do filme Matrix?


Após assistir a Matrix, você ficou se perguntando se realmente existe um universo paralelo gerado por um computador? Se a resposta foi positiva, talvez esteja chegando a hora de você descobrir a verdade. Segundo o Daily Mail, um grupo de cientistas da Universidade de Bonn (Alemanha) encontrou uma forma de confirmar se o universo como conhecemos é ou não uma realidade simulada. Para confirmar a suposta teoria do 'Matrix', os estudiosos buscam criar uma simulação de nosso universo para encontrar a natureza da"visão restrita", que nos impediria de perceber esse universo paralelo virtual em que (teoricamente) estaríamos vivendo. Segundo eles, é possível que alguma civilização tenha conseguido produzir computadores tão poderosos capazes de desenvolver simulações do próprio universo. Sendo assim, estaríamos vivendo em uma dessas simulações, reproduzindo a mesma trajetória que nossos criadores. Ou seja, no futuro, seríamos capazes também de projetar as mesmas simulações em que supostamente vivemos. A verdade será finalmente revelada quando os físicos unificarem o micro e o macro, e encontrarem nossas limitações percepto-sensoriais que nos impedem de enxergar a realidade. Viagem total dos tais cientistas ou uma realidade nebulosa?

Confira mais sobre o assunto neste Link

 FONTE : OLHAR DIGITAL

VOCÊ ACREDITA QUE É LIVRE?


Este vídeo é para todos aqueles que pensam que são livres, o curta de 8 minutos mostra o mundo de mentira em que vivemos dentro de "SISTEMA PROGRAMADO" a que estamos submetidos todos os dias.

Contamos com sua ação, o vídeo deve ser visto por todos, e apostamos que você vai perceber que o mundo em que vivemos não é o que realmente se parece.

CONFIRA O CURTA:




"Só posso te mostrar a porta, você tem que atravessá-la." Morpheus

Eis a nossa escolha: Azul ou vermelho? Despertar ou permanecer no véu das ilusões?



Video do filme Matrix - Uma analogia a nossa realidade.








32 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Por isso que vejo tantas coisas incríveis, e não, não uso drogas,já vi luzes multicoloridas e partículas de luzes na sala de estar.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse artigo, me fez abrir a mente para um monte de coisas, parabéns

    ResponderExcluir
  4. bom dia....muito bom! melhor seria se todos Brasileiros....tivessem acesso á estas informações!

    ResponderExcluir

  5. A liberdade real virá quando nos libertarmos da dominação.
    Gandhi


    Arquivo interessantíssimo, parabéns!
    Na sociedade capitalista em que vivemos,o viver bem não é importante desde que se consuma mais.É de interesse dos governantes que isso perpetue nas futuras gerações,portanto criam padrões de mecanismos que educam uma sociedade alheia ao que de fato é essencial para suas vidas,são indivíduos mecanicamente educados para o trabalho.

    ResponderExcluir
  6. Não deixe a matriz te manipular!

    ResponderExcluir
  7. Esta bem achei interessante as coisas que são colocadas, porém é um pensamento sem fontes, rodeado de baboseiras da qual ele tira como base uma ficção! N ão consigo entender de que modo isso pode abrir expandir a mente de alguém, quer abrir a mente? leia a Bíblia, quer entender o mundo e o universo? faça Filosofia, mas não use de uma retórica sem fundamentos para tentar convencer alguém que vivemos em uma ilusão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a escolha e sua, se vc não quiser acreditar não acredite mais se quiser acredite

      Excluir
    2. Essa é a sua ilusão...a minha pode ser diferente hoje, mas também pode ser mesma, porém podemos mudá-las à qualquer mimento; O que é isso????????..liberdade, liberdade.....viva somos livres para as nossas ilusões......

      Excluir
    3. DESCULPE THIAGO, MÁS QUEM ESCREVEU OS LIVROS DA BÍBLIA? FORAM MUITOS EU SEI , MÁS TODOS HOMENS COM IDÉIAS, ERROS E ACERTOS, ENTÃO ACREDITAR PIAMENTE EM ALGO QUE FOI ESCRITO POR HOMENS É SE DIZER ERRADO TAMBÉM, NÃO ACHA, SE TIRARMOS AS COISAS BOAS DA BÍBLIA OU AS COISAS QUE PODEMOS COMPROVAR SEREMOS SIM PESSOAS COERENTES COM NOSSOS PENSAMENTOS E COM CONDIÇÕES DE SABER SOBRE CERTO E ERRADO.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Faz parte tbm, mas não é o suficiente amigo Thiago. Pois a Biblia foi criada por catolico para os catolicos. Depois surgiram novas irmandades religiosas.

      Excluir
  8. rsrsrrs foi massa, em algumas coisas eu concordo,,, mais vc viajou um pouco nér...
    algumas coisas eu já sabia, tive essa pespectiva de estarmos presos em alguma especie de teia virtual, mais dizer que o mundo todo é programado por um computador kakakak, rachei a milhões, desculpa, mais, cara tah otimo, gostei muito do seu blog, e do primeiro vidio também, seria bem melhr se as palavras referentes a preencher um vazio, fossem interligadas a Deus... Se o homem se voltasse a Ele, concerteza muitos não viveriamos nessa mera ilusão hehehhe... TOOPP amei tudo kirida o Kirido seja la quem escreveu, muito obgada hehe bj.. fica na sombra hehehe

    ResponderExcluir
  9. Será que isso tudo é verdade mesmo sera que estamos vivendo em um mundo programado essa é dúvida muito grande eu tomaria a pilula vermelha sem medo nenhum de descobrir a pura verdade eu preferia no mundo da verda do que no mundo de ilusões que te enganaria a todo momento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é real? Estamos sim vivendo no mundo das ilusões e só iremos entrar no mundo real no dia da nossa passagem dessa vida para a vindoura.

      Excluir
  10. Eu preciso sair deste mundo programado

    ResponderExcluir
  11. Só sei que, devido ao ideário do sistema dominante, eu sou um "louco", porque desisti há muito tempo de viver como todo mundo vive e de aceitar as imposições absurdas da psicosfera maligna do nosso planeta.
    Pra falar a verdade, prefiro que me chamem doido ou pascácio mesmo. Eu estou construindo meu próprio mundo e, já que faço isso sem ferir os direitos dos outros e apenas por minha própria conta e risco, não devo satisfações a ninguém.
    De "normais" já bastam os outros. Prefiro mesmo ser "anormal" e ser feliz comigo mesmo.

    ResponderExcluir
  12. eu queria sair desse mundo programado heheheh

    ResponderExcluir
  13. Estando em equilíbrio com o nosso interior', teremos maiores possibilidades de descobrir e executar a nossa missão nesse nível' em que nos encontramos, descobrir e executar o real propósito de nossa existência aqui nesse nível', chamado de terra ou mesmo mundo... e progredir para um outro nível, quem sabe... o dito paraíso ou mesmo o inferno..

    é um enigma essa bela dádiva que nos fora cedida sem pedir e que nos será tirada possivelmente, sem o nosso consentimento...

    estranho e belo.
    Oremos

    ResponderExcluir
  14. Não gosto de pensar que ainda sou livre totalmente porque enquanto houver diferenças e falta de respeito com as vidas, sejam os animais ou humanos, por atitudes mais simples que pareçam, não teremos paz.

    ResponderExcluir
  15. Que possamos juntos olhar para cada um de nós, e encontrar a força de controlar e não ser controlado..Pelo poder do sistema corruptos e destrutivo..Que e está política que o mundo criou.faca o seu mundo ser diferente.

    ResponderExcluir
  16. Eu sei que esta Trilogia é já antiga, no entanto apenas este fim de semana vi a Trilogia completa e permitam-me dizer que me deixa muito pensativo.
    Primeiro, porque a Trilogia em si deixa muitas perguntas no ar, pelo menos a mim deixou e segundo porque fez-me pensar bastante sobre o que é a Vida e a Realidade.

    Eu, desde pequeno, pergunto-me o porquê de estarmos num planeta tão pequeno, comparado com todo o Universo. Onde será que o Universo termina? Não tem fim? Como assim, não tem fim?
    Quem é que o criou, como é que ele apareceu?

    Deixam muitas perguntas e dúvidas...

    Além disso...
    Nos nascemos e morremos, vivemos uma vida, como toda a gente, mas com que objetivo? Porque é que vivemos e depois morremos? O que é que a nossa existência influência?
    Nos gastamos energia, correto?
    Podemos estar a ser utilizados como pilhas ou baterias para algo maior...

    São perguntas que, neste momento, não têm resposta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo tem uma resposta, e o mais interessante que todas as respostas estão dentro de você mesmo, acredite em seu potencial maior e veras tudo muito mais claro.

      Excluir
  17. Maravilhoso,minha mente sempre foi aberta a essas coisas.Agora consegui entender mais dessa pseudo-realidade que agente vive.

    ResponderExcluir
  18. É para mim importante saber sobre a matrix, porque na verdade penso que estou a aprisionado vivo a concordar mesmo não aceitando a realidade que vivo .pois penso que o que penso é o que querem que eu penso...Reproduziram para mim ideia deles e ainda não crie a minha.
    Quando vou criar as minhas sobre o mundo em que estou sera para me libertar.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir